terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Cleómenes em destaque


A EMEF Cleómenes Campos foi destaque no Jornal Diário de São Paulo no dia 7 de dezembro de 2008.

Com atividades voltadas para a preservação do meio ambiente, nossa escola destacou-se, tornando-se neste ano, parceira da Fundação SOS Mata Atlântica.

Parabéns a todos aqueles que trabalham pela conservação do nosso planeta.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Olimpíada de Língua Portuguesa


Em cerimônia realizada em Brasília, nossa aluna Ana Carolina Almeida do 4º ano ganhou a medalha de prata nas Olimpíadas de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, na categoria poesia, ficando entre as 50 melhores do Brasil.
Com a participação do Presidente Luis Inácio Lula da Silva, do ministro da Educação Fernando Haddad, do presidente do banco Itaú, Roberto Setúbal, este evento premiou alunos da rede pública que escreveram sobre “o lugar onde vivo”.
Esta Olimpíada mobilizou 6 milhões de alunos da rede pública.
Parabéns Ana Carolina estamos muito orgulhosos de você!

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Sala de Leitura e o Vídeo "O Último Broto"

Os alunos da 7ª A, B e C trabalharam na sala de leitura com o livro "O Último Broto" de Rogério Borges. O trabalho consistiu em criar um texto para um livro de imagens, depois o livro transformou-se em um vídeo com a colaboração da aluna Amanda Couto da 6ª D.
video

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Palestra na Universidade São Marcos




No dia 12 de novembro a professora da 1ª série A, Márcia Maria Baptista Zoldan, realizou uma palestra na Universidade São Marcos, no Seminário "Ensino Fundamental ciclo I: investigando a prática pedagógica nas salas do Projeto Toda Força (TOF).
Nossa professora foi mostrar seu trabalho desenvolvido durante este ano com seus alunos da 1ª série, para os futuros professores desta conceituada faculdade.
Esta iniciativa é uma parceria SME e Universidade São Marcos.
Parabéns a nossa professora Márcia pela sua competência.

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Olimpíada da Língua Portuguesa




A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro realizada pelo Ministério da Educação, em parceria com a Fundação Itaú Social e o Cenpec, desenvolve ações de formação de professores e premia poesias, textos de memórias e artigo de opinião, elaborados por alunos das escolas públicas de todo o país. É possível fazer da escrita, na escola, algo forte e interessante, que possibilite aos alunos e professores pensar mundos transformados pela força da palavra escrita.
Nossa aluna Ana Carolina Almeida do 4º ano do Ciclo I, da professora Grazia, com a Poesia "A minha cidade" foi classificada na Etapa Estadual.
Parabéns Ana Carolina por mais esta conquista!

Meio Ambiente

Os alunos do 4º ano Ciclo I também estão participando do Projeto SOS Mata Atlântica vai a escola.
Com suas professoras: Grazia, Rosangela, Darlene, Vania e Dulcinéia, estão realizando várias atividades.
Na ainformática educativa pesquisaram na internet no site SOS Mata Atlântica, além de visualizar no Google Earth, as imagens reais de sua localização no espaço e as regíões compreendidas pela Mata Atlântica.

video

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Espetáculo O Mágico de Oz

Os alunos da “Nossa Escola” – ensino especializado, fizeram uma apresentação do espetáculo o “Mágico de Oz”.
O objetivo desta escola, além de disseminar a cultura, propiciar oportunidade para desenvolver o respeito às diferenças e o reconhecimento das capacidades individuais, também preocupa-se com o trabalho de inclusão social e exercício da cidadania.
O princípio está na capacidade de crescimento do ser humano, que é ilimitada.
Assistiram a peça teatral os alunos das 2ª e 3ªs séries do ciclo I e os alunos da classe da SAAI.
Sempre atuante, a professora Isabel, mais uma vez, propiciou a todos um momento especial.

video

SOS Mata Atlântica

O Programa Mata Atlântica Vai à Escola realizou neste sábado (20 de setembro) mais um encontro de formação em educação ambiental para os professores das escolas que integram esta iniciativa da Fundação SOS Mata Atlântica. Desta vez, o tema central foi mudanças climáticas e os educadores foram incentivados a refletir sobre as possibilidades de trabalhar o tema em sala de aula. Participaram do encontro representantes das escolas EMEF Zilka Salaberry de Carvalho, EE Antônio Aggio, EMEF Cleomenes Campos, EE Profes. Sebastião de Souza Bueno e EE Profes. Elói Lacerda.

Nossa escola está sendo representada pelas professores: Mariza Doudek, Andrea de Paula, Nair de F. Fernandes e Miquelina B. Veiga.

Através desta formação, os demais professores estão transmitindo aos alunos as informações recebidas.

A EMEF Cleómenes Campos sempre esteve preocupada com os problemas ambientais e não poderia ficar de fora deste projeto.

Agradecemos aos organizadores do Projeto SOS Mata Atlântica pela acolhida e pela oportunidade de aprendizado.

domingo, 24 de agosto de 2008

Confecção de bonecos com material reciclável

A professora Marli (Artes) trabalhou com seus alunos, dos 2º e 4º anos a atividade: Confecção de bonecos com material reciclável.
Este trabalho foi realizado utilizando-se caixas tetra pach e materiais diversos para colagem (sobras de material ou sucata).
As caixas são riscadas e cortadas na metade, deixando apenas um dos lados maiores sem cortar.
Depois a caixa é aberta ao meio através do corte e dobrada para trás.
Na última etapa cola-se materiais diversos como botões de roupa, barbante, lã, papéis diversos, EVA, espuma, isopor, etc... para a caracterização de olhos, nariz, boca, orelhas, dentes, cabelos, etc...
Agora vejam a criatividade dos nossos alunos, que orientados pela professora, fizeram bonecos geniais...


video

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Torneio Interno de FUTSAL

Esta semana tivemos o Torneio Interno de Futsal Feminino e Masculino. Os alunos com aproveitamento satisfatório participaram dos jogos e tiveram oportunidade de colocar toda sua energia em busca de gols e muita risada.
As meninas participaram ativamente e provaram mais uma vez que o Futebol Feminino vem ganhando mais adeptas a cada dia.
Os meninos como já era de se esperar fizeram o melhor que sabiam com dribles e gols de efeito.
Os jogos correram de forma tranquila sem nenhum aluno lesionado ou qualquer confusão.
Os Professores acompanharam os jogos e tivemos uma disputa muito saudável.

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Cerimônia de Premiação

Na segunda dia 04/08/2008 tivemos uma cerimônia de premiação para todos os alunos que participaram dos Torneios Regionais.
Os alunos foram homenageados no palco da Escola e tivemos a participação de todos os colegas,Professores e Direção.
Aproveitamos a oportunidade para entregar os Certificados de Menção Honrosa da 3ª OBMEP para os alunos: Carlos Alberto da Silva Junior, Carolina Novaes Carneiro da Silva, Leticia Stevanato Rodrigues e Rebeca Zudaire Salzano.

Olimpíada Estudantil (Voleibol-Basquetebol-Futsal)

A EMEF Cleómenes Campos participou da Olimpíada Estudantil da Diretoria Regional do Ipiranga, ficando em 1º lugar Geral dos Esportes Coletivos, com cinco medalhas de ouro.
Além dos 50 alunos participantes dos jogos, tivemos mais 25 alunos fazendo parte das turmas de treinamento.
Pelo 2º Ano consecutivo conseguimos ótimos resultados, com nenhuma derrota (17 jogos e 17 vitórias), nas modalidades que fomos inscritos ( Voleibol, Basquetebol e Futsal).
Parabéns a todos alunos participantes e em especial aos professores: Nestor, Marcelo, Wagner e Rubens pela dedicação e principalmente porque acreditam no potencial de seus alunos.
Todos vocês são fenomenais!!!

video

terça-feira, 22 de julho de 2008

Olimpíada Brasileira de Matemática - 2008

Em Março de 2008 alguns alunos participaram de uma Prova para ganhar uma Bolsa de Estudos em um curso Preparatório para OBM.Tivemos 6 alunos contemplados que frequentam as aulas aos sábados e estão aproveitando a oportunidade.
No mês de Maio, foi realizada a Primeira fase da OBM em nossa Escola, e contamos com a participação de 32 alunos.
A nota de corte para a segunda fase foi divulgada e infelizmente não teremos representantes nesta etapa.
Vamos aguardar a próxima edição em 2009 para então tentarmos melhores resultados.
Parabéns aos alunos que participaram da 1ª Fase !!!!

Premiação - OBMEP 2007

Como de costume, nossa escola sempre participa da OBMEP desde sua criação em 2005.
No ano de 2007 participamos da 3ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas e após a realização da primeira fase interna, realizada na própria escola, classificamos 29 alunos para a segunda fase, que foi realizada no Colégio Etapa ( Vergueiro).
Neste ano de 2008, em maio 4 alunos foram agraciados com um certificado de menção honrosa por seu desempenho nesta Olimpíada.
Aguardem a divulgação e entrega dos certificados.
Parabéns aos alunos que participaram deste evento e aos professores: Airton, Elaine, Rubens e Diná que se empenharam, para que a nossa escola fosse representada na 3ª OBMEP.

sábado, 19 de julho de 2008

Cleómenes no INPE


Nos dias 17 e 18 de julho as professoras Silmara Maria Cruz Paiva e Marly Navas participaram do Curso Avançado de Uso do Sensoriamento Remoto e do VIII Encontro de Uso Escolar do Sensoriamento Remoto no Estudo do Meio Ambiente, no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) em São José dos Campos.
Com o trabalho Meu endereço no Planeta Terra, Localização e Mapeamento das árvores do entorno, realizado pelos alunos do 4º ano do Ciclo II, as professoras mostraram o trabalho de nossos alunos aos diversos participantes de vários estados do Brasil, que ali se encontravam.
É mais uma vez nossa escola fazendo a diferença.
Parabéns aos alunos e às professoras!


sexta-feira, 4 de julho de 2008

Lançamento da pedra fundamental do Jardim Japonês



No dia 28/06/2008 foi realizado um evento no Pq Ecológico Prof.ª Lídia Natalízio Diogo, de Vila Prudente.
O lançamento da Pedra Fundamental do Jardim Oriental, estilo japonês, como parte das comemorações pelo centenário da imigração japonesa.
Entre várias apresentações de grupos de associações regionais nipônicas como: Rádio Taissô, que interagiu com o público; coral e dança da BSGI; grupo de Escoteiros; destacou-se a participação da EMEF Cleómenes Campos, com sua sempre aplaudida Banda Marcial.
As Alunas Bárbara da 7ªD e Ana Caroline da 7ª C leram com entusiasmo e com a atenção de todos, fatos relativos à origem da imigração e acontecimentos pitorescos da viagem do navio Kasato Maru.
Tivemos a presença de diversos alunos da nossa escola, seus pais, professores e funcionários da unidade, além é claro, do mestre de cerimonial, Prof. Airton Aparecido do Carmo.
A nossa escola continua dando mostra de cidadania e participação, parabéns a comunidade Cleómenes Campos , pelos exemplos de conduta.

terça-feira, 1 de julho de 2008

Projeto Xadrez Movimento Educativo

A EMEF Cleómenes Campos participou dos Jogos Estudantis Fase Regional e Municipal modalidade xadrez por equipe, no Clube Escola Cambuci e no Ginásio Poliesportivo Mané Garrincha e também no Campeonato Regional de Xadrez da Diretoria de Educação do Ipiranga. Consagrou-se Bi Campeã e Tetra Campeã nas fases Regionais, e obteve o Terceiro lugar na Fase Municipal.
Parabéns a todos que participaram destes eventos.
Estamos muito orgulhosos de vocês.
video

sábado, 21 de junho de 2008

Formatura PROERD

No dia 19 de junho os alunos do 4ºano do Ciclo I participaram da cerimônia de formatura do PROERD (O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência.
É uma iniciativa da Polícia Militar de prevenção para crianças do Ensino Fundamental até o Ensino Médio. O PROERD é baseado no Programa Americano chamado D.A.R.E (Drug Abuse Resistance Education). O Sargento PM Antonio Carlos foi o instrutor de nossos alunos, deixando sempre uma mensagem de muito carinho para nossas crianças.
Mais uma vez agradecemos a todos os pais que compareceram a esta festa, compartilhando deste momento com seu filho.

video

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Campanha do agasalho




A EMEF Cleómenes Campos participou da Campanha do Agasalho em prol do Grupo de Escoteiros Corrente, que trabalha para melhorar as condições de vida dos mais necessitados.
O professor Airton e os representantes da escola: Caique, Janaina, Thaysa, Camila, Guilherme, Daniela, Thays, Carol, Thamara, Renata, Claudio e Diego, mobilizaram a escola e através de doações de alunos e funcionários da escola, conseguiram recolher: roupas, sapatos, alimentos e brinquedos.
Agradecemos o trabalho de todos estes alunos e também daqueles que colaboraram trazendo doações para que este evento tivesse êxito.

domingo, 15 de junho de 2008

Projeto SAAI




A professora Isabel Inês de Oliveira Pádua da Sala de Apoio e Acompanhamento à Inclusão realiza com seus alunos o projeto: Histórias, Músicas e Poesias - Um Convite Para Abrir a Porta Encantada do Interesse a Leitura e a Escrita Trilhando do Sonho à Realidade. O tema escolhido visa o trabalho com vários gêneros orais e escrito da comunicação e expressão (parlendas, poesias, rimas, filmes etc.). Os alunos com necessidades especiais do Cleómenes tem a oportunidade de interpretar de maneira oral e escrita as histórias e respeitar e valorizar diferentes linguagens culturais. A professora procura criar situações para pensar, observar, agir, descobrir e resolver e desenvolver as potencialidades individuais, respeitando as limitações e dificuldades de cada um, além de sensibilizar o aluno sobre a preservação ambiental através do reaproveitamento de materiais.

sábado, 3 de maio de 2008

TV Cultura no Cleómenes

No dia 30 de abril estiveram na escola, a Professora Suely Angelo Furlan e a equipe de filmagem da TV Cultura, para realizar um video com os alunos da 8ªsérie, que participaram do projeto Meu endereço no Planeta Terra, realizado pelas professoras: Silmara Maria Cruz Paiva e Marly Navas no ano de 2006.
Foi um dia muito diferente para os alunos, que se empolgaram com as luzes, microfones, participando ativamente de toda dinâmica da filmagem.
Agradecemos a toda equipe de filmagem da TV Cultura, em especial ao Ricardo (diretor) pela paciência e pelas orientações de cena.
Agradecemos também aos alunos pela participação neste evento mostrando a todos um comportamento exemplar e total conhecimento do que foi ensinado, vocês como sempre estão de parabéns.

video

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Saiba mais sobre a dengue!






Estas figuras mostram o que você pode fazer para combater o mosquito.

O que é Dengue?
É uma doença infecciosa aguda de curta duração, de gravidade variável, causada por um vírus e transmitida pelo mosquito Aedes aegypti infectado.


Como se dá a transmissão da dengue?
A transmissão se dá pela picada do mosquito fêmea infectado. O ciclo se dá da seguinte forma: homem infectado com vírus da dengue - Aedes aegypti – homem sadio. A doença só acomete a
população humana.

Qual é o período de incubação da doença?
• No homem: após ter sido picado por um mosquito infectado, a pessoa apresenta sintomas da doença depois de um período que pode variar de 03 a 15 dias, sendo em média de 05 a 06 dias.
Existem pessoas que não apresentam sintomas, tendo, portanto, a forma assintomática de Dengue.
• No mosquito: ao picar uma pessoa que apresenta vírus da dengue no sangue, o mosquito se infecta e após um período de aproximadamente 10 dias, está apto a transmitir a doença para outras pessoas.

Quais são os sintomas?
Início súbito com febre intensa, dor de cabeça, dores fortes nos olhos, na musculatura e nas juntas, podendo surgir erupções na pele. As formas mais graves da doença são as formas hemorrágicas que acometem pele, tecidos subcutâneos e trato intestinal podendo levar ao choque e ao óbito. Apenas o acompanhamento médico pode avaliar se o doente vai desenvolver
formas graves da doença, portanto é importante procurar atendimento junto a área de saúde quando suspeita-se de dengue; até aquelas pessoas que apresentam apenas um ou outro dos sintomas mencionados, mesmo que sejam leves ou brandos devem fazê-lo. Além disso, é importante que os casos suspeitos e/ou confirmados de dengue sejam notificados às autoridades sanitárias municipais que desencadearão medidas de controle da doença.

Dados retirados do Informativo da Defesa Civil sobre a Campanha de Combate a Dengue
Figura retirada do Google

terça-feira, 1 de abril de 2008

Um pouco da Nossa História!

Você sabia que nossa escola foi criada pelo decreto nº 8263 de 24 de julho de 1969 e passou a chamar-se Escola Municipal de Vila Darli? E em 31 de julho de 1969 sua denominação mudou para: Escola Municipal Cleómenes Campos? Que nossa primeira diretora chamava-se Marlene Magalnic? E as primeiras professoras nomeadas para trabalhar na nossa escola foram as Sras: Marli Gandolfo e Cleusa Rossi Molina? Nossa escola está localizada no Parque São Lucas, na Rua Bartolomeu Correa Bueno 268.

quarta-feira, 19 de março de 2008

Passeio ao Parque Prof.Lydia Natalizio Diogo










Neste dia 20 de março, os alunos do 3ºs e 4°s anos do Ciclo II da EMEF Cleómenes Campos estiveram numa visita ao Parque Ecológico da Vila Prudente, para um contato direto, estudo e reconhecimento das árvores nativas, suas características e curiosidades.
Também tiveram conhecimento do sistema de compostagem do parque e informações básicas com relação a transformação dos restos vegetais em adubo orgânico.
Os alunos fizeram doação de pilhas usadas, óleo de cozinha e aprenderam a maneira adequada de descartar estes componentes sem agredir a natureza.
No ano de 2006, estes mesmos alunos participaram de uma caminhada e plantio de araucárias neste mesmo parque e puderam perceber o crescimento destas espécies, que eles ajudaram a plantar.

quarta-feira, 12 de março de 2008

Carta da Terra

Carta da Terra
Em 1855, o cacique Seattle, da tribo Suquamish, do Estado de Washington, enviou esta carta ao presidente dos Estados Unidos (Francis Pierce), depois de o Governo haver dado a entender que pretendia comprar o território ocupado por aqueles índios. Faz já mais de cento e cinquenta anos. Mas o desabafo do cacique tem uma incrível atualidade. A carta:
"Como podeis comprar ou vender o céu, a tepidez do chão? A idéia não tem sentido para nós. Se não possuímos o frescor do ar ou o brilho da água, como podeis querer comprá-los? Qualquer parte desta terra é sagrada para meu povo. Qualquer folha de pinheiro, qualquer praia, a neblina dos bosques sombrios, o brilhante e zumbidor inseto, tudo é sagrado na memória e na experiência de meu povo. A seiva que percorre o interior das árvores leva em si as memórias do homem vermelho. Os mortos do homem branco esquecem a terra de seu nascimento, quando vão pervagar entre as estrelas. Nossos mortos jamais esquecem esta terra maravilhosa, pois ela é a mãe do homem vermelho. Somos parte da terra e ela é parte de nós. As flores perfumadas são nossas irmãs, os gamos, os cavalos a majestosa águia, todos nossos irmãos. Os picos rochosos, a fragrância dos bosques, a energia vital do pônei e do homem, tudo pertence a uma só família. Assim, quando o grande chefe em Washington manda dizer que deseja comprar nossas terras, ele está pedindo muito de nós. O grande Chefe manda dizer que nos reservará um sítio onde possamos viver confortavelmente por nós mesmos. Ele será nosso pai e nós seremos seus filhos. Se é assim, vamos considerar a sua proposta sobre a compra de nossa terra. Mas tal compra não será fácil, já que esta terra é sagrada para nós. A límpida água que percorre os regatos e rios não é apenas água, mas o sangue de nossos ancestrais. Se vos vendermos a terra, tereis de lembrar a nossos filhos que ela é sagrada, e que qualquer reflexo espectral sobre a superfície dos lagos evoca eventos e fases da vida do meu povo. O marulhar das águas é a voz dos nossos ancestrais. Os rios são nossos irmãos, eles nos saciam a sede. Levam as nossas canoas e alimentam nossas crianças. Se vendermos nossa terra a vós, deveis vos lembrar e ensinar a nossas crianças que os rios são nossos irmãos, vossos irmãos também, e deveis a partir de então dispensar aos rios a mesma espécie de afeição que dispensais a um irmão. Nós mesmos sabemos que o homem branco não entende nosso modo de ser. Para ele um pedaço de terra não se distingue de outro qualquer, pois é um estranho que vem de noite e rouba da terra tudo de que precisa. A terra não é sua irmã, mas sua inimiga, depois que a submete a si, que a conquista, ele vai embora, à procura de outro lugar. Deixa atrás de si a sepultura de seus pais e não se importa. A cova de seus pais é a herança de seus filhos, ele os esquece. Trata a sua mãe, a terra, e seus irmãos, o céu como coisas a serrem comprados ou roubados, como se fossem peles de carneiro ou brilhantes contas sem valor. Seu apetite vai exaurir a terra, deixando atrás de si só desertos. Isso eu não compreendo. Nosso modo de ser é completamente diferente do vosso. A visão de vossas cidades faz doer aos olhos do homem vermelho. Talvez seja porque o homem vermelho é um selvagem e como tal, nada possa compreender. Nas cidades do homem branco não há um só lugar onde haja silêncio, paz. Um só lugar onde ouvir o farfalhar das folhas na primavera, o zunir das asas de um inseto. Talvez seja porque sou um selvagem e não possa compreender. O barulho serve apenas para insultar os ouvidos. E que vida é essa onde o homem não pode ouvir o pio solitário da coruja ou o coaxar das rãs à margem dos charcos à noite? O índio prefere o suave sussurrar do vento esfrolando a superfície das águas do lago, ou a fragrância da brisa, purificada pela chuva do meio-dia ou aromatizada pelo perfume dos pinhos. O ar é precioso para o homem vermelho, pois dele todos se alimentam. Os animais, as árvores, o homem, todos respiram o mesmo ar. O homem branco parece não se importar com o ar que respira. Como um cadáver em decomposição, ele é insensível ao mau cheiro. Mas se vos vendermos nossa terra, deveis vos lembrar que o ar é precioso para nós, que o ar insufla seu espírito em todas as coisas que dele vivem. O ar que vossos avós inspiraram ao primeiro vagido foi o mesmo que lhes recebeu o último suspiro. Se vendermos nossa terra a vós, deveis conservá-la à parte, como sagrada, como um lugar onde mesmo um homem branco possa ir sorver a brisa aromatizada pelas flores dos bosques. Assim consideraremos vossa proposta de comprar nossa terra. Se nos decidirmos a aceitá-la, farei uma condição: O homem branco terá que tratar os animais desta terra como se fossem seus irmãos. Sou um selvagem e não compreendo de outro modo. Tenho visto milhares de búfalos a apodrecerem nas pradarias, deixados pelo homem branco que neles atira de um trem em movimento. Sou um selvagem e não compreendo como o fumegante cavalo de ferro possa ser mais importante que o búfalo, que nós caçamos apenas para nos mantermos vivos. Que será dos homens sem os animais? Se todos os animais desaparecem, o homem morreria de solidão espiritual. Porque tudo isso pode cada vez mais afetar os homens. Tudo está encaminhado. Deveis ensinar a vossos filhos que o chão onde pisam simboliza a as cinzas de nossos ancestrais. Para que eles respeitem a terra, ensinai a eles que ela é rica pela vida dos seres de todas as espécies. Ensinai a eles o que ensinamos aos nossos: Que a terra é a nossa mãe. Quando o homem cospe sobre a terra, está cuspindo sobre si mesmo. De uma coisa nós temos certeza: A terra não pertence ao homem branco; O homem branco é que pertence à terra. Disso nós temos certeza. Todas as coisas estão relacionadas como o sangue que une uma família. Tudo está associado. O que fere a terra fere também aos filhos da terra. O homem não tece a teia da vida: É antes um dos seus fios. O que quer que faça a essa teia, faz a si próprio. Mesmo o homem branco, a quem Deus acompanha e com quem conversa como um amigo, não pode fugir a esse destino comum. Talvez, apesar de tudo, sejamos todos irmãos. Nós o veremos. De uma coisa sabemos, é que talvez o homem branco venha a descobrir um dia: Nosso Deus é o mesmo deus. Podeis pensar hoje que somente vós o possuis, como desejais possuir a terra, mas não podeis. Ele é o Deus do homem e sua compaixão é igual tanto para o homem branco, quanto para o homem vermelho. Esta terra é querida dele, e ofender a terra é insultar o seu criador. Os brancos também passarão talvez mais cedo do que todas as outras tribos. Contaminai a vossa cama, e vos sufocareis numa noite no meio de vossos próprios excrementos. Mas no nosso parecer, brilhareis alto, iluminado pela força do Deus que vos trouxe a esta terra e por algum favor especial vos outorgou domínio sobre ela e sobre o homem vermelho. Este destino é um mistério para nós, pois não compreendemos como será no dia em que o último búfalo for dizimado, os cavalos selvagens domesticados, os secretos recantos das florestas invadidos pelo odor do suor de muitos homens e a visão das brilhantes colinas bloqueada por fios falantes. Onde está o matagal? Desapareceu. Onde está a águia? Desapareceu. O fim do viver e o início do sobreviver."

quarta-feira, 5 de março de 2008

Quem é Cleómenes Campos?

Cleómenes Campos de Oliveira, nasceu em 10 de agosto de 1895, na cidade de Maroim, Sergipe.
Estudou as primeiras letras em seu estado natal, indo depois para a Bahia, onde freqüentou o Ginásio São José.
Em virtude de grandes dificuldades, muito jovem, teve que abandonar os estudos, ingressando na vida comercial em Santos.
Submeteu-se ao concurso, sendo nomeado para os Correios de São Paulo, transferindo-se posteriormente para o Ministério da Fazenda.
Ao chegar em São Paulo, ( e em São Paulo está ele sempre; pois conforme confessou a um amigo – “ Não estando em São Paulo, estou exilado”), fez ainda outra tentativa para continuar os estudos, empolgado que foi pela tentação da literatura, mas teve que desistir.
Fundou “A garoa”, uma das revistas literárias que mais custaram a morrer... nesta terra em que todas elas geralmente não suportam invernos.
Tem publicado os seguintes livros: “Coração Encantado”, que obteve o prêmio no concurso da Academia Brasileira de letras, em 1923; “De mãos postas”, que foi igualmente laureado pela Academia, em 1926; “Meu livro de Amor”, “Humilde”e “Zabelê”; este último, um poema nunca posto a venda.
Em colaboração com Oduvaldo Viana, escreveu a peça em três atos “Mascote”.
Têm inéditos. Mais de seis livros em verso e prosa.
Faleceu em 30 de abril de 1968.

De vez em quando tem uma visita ilustre! Te amamos Marly! Alunos do Projeto Aluno Monitor 2017